DÚVIDAS FREQUENTES

O que é CSC?

O CSC – Código de Segurança do Contribuinte é um código de segurança alfanumérico de conhecimento apenas da SEFAZ e do contribuinte, utilizado para gerar o código denominado “QR Code” da NFC-e.

O que é um Aparelho SAT?

O equipamento SAT (Sistema Autenticador e Transmissor de Cupons Fiscais Eletrônicos) documenta, de forma eletrônica, as operações comerciais dos contribuintes apenas do Estado de São Paulo. 

O que é e para o que serve o CFOP?

CFOP é a abreviação de ‘Código Fiscal de Operações e Prestações’. Esse código identifica uma determinada operação por categorias no momento da emissão da nota fiscal.

Os diferentes tipos de CFOP separam as notas fiscais por tipo (nota de entrada ou saída), por região e por natureza da operação. Possui apenas quatro dígitos, e cada um deles tem uma identificação específica.

O que é um XML?

XML é a sigla para ‘Extensible Markup Language’, e é o formato de arquivo oficial da nota fiscal eletrônica. Quando uma NFe é emitida, o sistema emissor gera o XML e transmite para a SEFAZ autorizadora.

O que é e para o que serve o NCM ?

NCM significa ‘Nomenclatura Comum do Mercosul’ e é um código de oito dígitos usado para identificar a natureza de produtos comercializados no Brasil e em outros países do Mercosul.

O que é e para o que serve o CST?

CST é a abreviação para ‘Código de Situação Tributária’. É um classificador que determina a incidência do ICMS sobre um produto ou serviço. Ele serve para orientar os contribuintes no processo de comercialização de mercadorias e auxiliar as entidades federativas no processo de fiscalização tributária.

Por que é importante classificar as tributações corretamente?

Esses dado influenciam o resultado do seu negócio, razão pela qual a importância de se classificar corretamente todos os itens para o cálculo correto dos impostos. Com todos esses dados reunidos em mãos, o monitoramento dos produtos se torna mais assertivo, resultando em uma melhoria de processos.

O que é e para o que serve o CEST?

O Código Especificador da Substituição Tributária, mais conhecido como CEST, estabelece uma forma de identificar e uniformizar mercadorias e bens sujeitos ao regime de substituição tributária, assim como a antecipação de recolhimento do imposto referente às operações subsequentes.

O que é e para o que serva o ICMS ST?

A substituição tributária, também conhecida como “ICMS-ST”, é o regime em que a responsabilidade pelo pagamento do ICMS sob as operações de vendas de mercadorias ou prestações de serviços é atribuída a outro contribuinte que não àquele responsável pela venda do produto.

O que é e para o que serve o ICMS

O Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) é a principal fonte de financiamento dos estados brasileiros;